Erros comuns dos investidores iniciantes

Erros comuns dos investidores iniciantes

Existem alguns erros comuns dos investidores iniciantes que devem ser evitados. Porém não significa que exista uma formula mágica que vai tornar o investidor e sua carteira de investimentos imune a erros e perdas financeiras. Mas pode ajudar a manter um pouco de tranquilidade nos momentos difíceis que todos um dia vão passar no mundo dos investimentos. Ou seja, os erros serão inevitáveis e podem servir de aprendizado, desde que não tire o investidor do mundo dos investimentos de forma drástica. Vale lembrar que o que pode ser errado para uns, pode ser considerado certo para outros. Então tudo depende do perfil e da bagagem de conhecimento de cada investidor e como ele enxerga o mundo dos investimentos. Vamos alguns exemplos de erros comuns dos investidores iniciantes:

Aplicar todo o dinheiro em renda variável

Como mencionado anteriormente, nada contra quem investe apenas em renda variável, desde que tenha conhecimento e saiba o que está fazendo. Porém para quem está começando e não está acostumado com o sobe e desce dos preços, pode gerar prejuízo. O famoso compra na alta e vende na baixa. Ou seja, imagine toda sua economia de vários meses ou anos perdendo valor na tela do seu computador e você sem entender o que está acontecendo. A primeira medida vai ser acabar com aquela queda desenfreada, vendendo tudo. Mas depois de alguns dias ou quem sabe meses, você vai ver que era um panico exagerado do mercado ou crise momentânea. Agora tudo voltou ao normal, os preços já estão mais altos e você perdeu dinheiro de forma desnecessária, por medo ou falta de conhecimento.

Então o melhor é começar aos poucos, com pouco dinheiro e experimentar o sobe e desce da montanha russa e saber se tem estomago para aguentar. Senão se adaptou a perda será menor e vida que segue.

Investir em uma aplicação porque ela está na moda

Nem sempre o que está na moda agrada a todos e no mundo dos investimentos não é diferente. Portanto se um tipo de investimento, a ação da empresa X ou Y, Bitcoin está na moda, você não é obrigado a comprar porque todo mundo está comprando ou está na mídia. Mas primeiro tem que ver se adéqua ao seu perfil de investimento. Segundo, você analisou e por algum motivo você acredita que aquele investimento tem bons fundamentos para que você compre. Claro que você ou eu podemos estar errados, mas sabemos porque optamos pela compra ou venda de um ativo.

Não analisar os riscos

Geralmente ao fazer um investimento, somente se faz os cálculos de quanto poderá render ou quanto se pode ganhar depois de um tempo. Mas se esquece da hipótese que pode dar errado. Ou seja, quando der errado tenho que saber quanto estou disposto a perder ou até que ponto segurar aquele investimento no vermelho. Logo é preciso saber quais impactos vai gerar na carteira de investimentos e planejar como se comportar, vai vender ou comprar mais agora que está mais barato.

Confiar em dicas de investimentos sem analisar a veracidade e saber quem é a pessoa responsável

Outro erro muito comum é escutar ou ler uma dica de investimento, no qual se diz que não tem como dar errado. Sem ao menos fazer uma pesquisa sobre o investimento, a pessoa vai lá e coloca um bom dinheiro, sem saber se a fonte é confiável. E será que quem está dando a dica realmente investe naquilo que ele fala?

Esquecer dos custos operacionais

Um cálculo interessante, principalmente para quem tem pouco dinheiro para aportar no mês, é qual o impacto das taxas de corretagem. Imagine um aporte de 300 reais por mês e uma taxa de corretagem de 10 reais. O seu investimento já começou perdendo 3,33% naquele mês. Ou se procura uma corretora com menores taxas ou taxa zero, ou é melhor fazer os aportes a cada 3 meses para diluir os custos.

Tratar os investimentos como apostas

Um grande erro nos investimentos é achar que se está jogando na mega-sena. Se der certo fica rico e se der errado perco o dinheiro da aposta. A diferença está no preço do bilhete da mega-sena e o valor de um investimento, que pode ser uma poupança de toda a vida. Portanto deve se analisar muito bem antes de investir e calcular os possíveis riscos daquele investimento. Ou seja, saber quanto se está disposto a perder caso a analise estiver errada. Será impossível não errar em algum momento.

Ter pressa em ficar rico 

Assim como no item anterior, não adianta ter pressa em ficar rico. Ou seja, buscar o investimento que vai transformar uma pequena quantia em milhões do dia para noite. Por isso é importante ter em mente que o tempo, a disciplina dos aportes e os juros compostos vão trabalhar a seu favor ao longo do tempo.

Comprar na alta e vender na baixa

Talvez seja um dos erros comuns dos investidores iniciantes mais difíceis de não cometer, principalmente no mercado de ações e até mesmo no tesouro direto. Uma grande armadilha que pega muitos que estão começando os investimentos. Ou seja, o mercado está em ritmo de festa subindo como foguete e você não quer ficar de fora. Então ao comprar naquele momento, começa uma correção, uma baixa normal do mercado ou talvez uma crise, nunca se sabe. Mas enfim, o mercado não sobe em linha reta e você precisa estar preparado para o sobe e desce. Porém, não adianta tentar adivinhar onde será o topo e onde será o fundo para realizar as melhores compras. Tenha uma boa estratégia de diversificação, que talvez assim sempre terá alguma opção com preço mais atraente para comprar no mês. E se não tiver nada que se encaixe em sua estratégia de compra naquele mês, não faça nada, guarde o dinheiro para o próximo mês.

Excesso de confiança

O excesso de confiança pode deixá-lo cego por algum momento. Ou seja, por mais que tenha muitos analistas falando de um risco muito alto em um investimento, você vai ignorar o que pode acontecer. Claro que muitas vezes é importante se posicionar do lado oposto do que a maioria está fazendo para evitar o efeito manada. Mas não se pode deixar o excesso de confiança contaminar ao ponto de não enxergar os próprios erros. Logo, quanto mais cedo se conseguir corrigir um erro, provavelmente o impacto financeiro será menor.

Deixe uma resposta

Fechar Menu